Apresentação

economia solidariaA extensão é o que caracteriza o fazer da INTESOL, porém com foco específico – a estratégia de inclusão produtiva e financeira pautada na economia solidária. Representa, portanto, um dos “lugares” da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) na disseminação de programas, projetos, ações e atividades que relaciona a inserção produtiva como fim. A vigência dessa forma de fazer da INTESOL pautada nos preceitos da Economia Solidária vai ao encontro do que defende a UNILAB como princípios e objetivos estratégicos, mesmo entendendo que como unidade de ensino, a UNILAB não poderá se fechar para compreender outra ou outras, vertentes econômicas.

Direciona sua intervenção a atender a comunidade interna (discentes, docentes e técnicos) e, externa (sociedade em geral) na formação em economia solidária, educação ambiental, arte e cultura, organização da produção solidária, comercialização solidária, consumo ético e solidário, finanças solidárias, incluindo nessa última, além dos processos formativos, a orientação para o fomento.

Vem atuando envolvendo discentes, técnicos e docentes das mais diversas áreas do saber da UNILAB, como colaboradores e beneficiários. A interação com a sociedade vem dando-se pelo diálogo e parceria com organismos públicos e privados de forma integrada com as práticas de políticas públicas e do desenvolvimento territorial, privilegiando grupos e empreendimentos que buscam apoio.

Vincula o Núcleo de Pesquisa e Produção em Educação Popular, Microfinanças e Economia Solidária, na disseminação e socialização científica e no desenvolvimento de pesquisas relacionadas.

CPLP-mapa-e-bandeiras-dos-países-membros

Considerando o envolvimento da UNILAB com países africanos, a INTESOL vem desenvolvendo intercâmbio e transferência de tecnologia de incubação e microfinanças para esses países e ainda mobilizando parceiros estratégicos seja estes, internos e externos para viabilizar sua realização.

Focaliza suas ações à estratégia territorial, adotando o território do Maciço de Baturité como “lócus” multidimensional que apresenta características e resultados específicos sugerindo maior incidência e impacto das políticas públicas.

O CadÚnico é um dos critérios para a seleção dos grupos incubados em potencial. Da mesma forma, a INTESOL focaliza suas atividades de pesquisa na população mais pobre. No ensino, além de agrupar a temática da economia solidária nas atividades do trimestre de integração, vem sugerindo a realização de disciplinas, cursos de extensão e especialização, presenciais e a distância.

A INTESOL é coordenada por um professor de nível superior vinculado ao Instituto de Desenvolvimento Rural (IDR), com conhecimento nas áreas de economia solidária, desenvolvimento territorial, agricultura familiar e educação popular, cuja remuneração poderá se dar sob a forma de bolsa, de acordo com os projetos a serem desenvolvidos pela Incubadora. Politicamente, tem como instância de gestão estratégica um Comitê Gestor coordenado pelo seu coordenador (a) e formado por: 01 representante da PROEX; 01 representante da PROINST; 01 representante docente de cada instituto; 01 representante do Colegiado de Desenvolvimento Territorial do Maciço de Baturité (CODETEMB); 01 representante dos professores colaboradores vinculados a INTESOL, indicado pela maioria deles; 01 representante técnico da UNILAB, indicado pela associação que o representa e 01 representante dos estudantes bolsistas da INTESOL, indicados pela maioria, totalizando 13 membros, cujas funções são: elaborar e aprovar o regimento interno; definir diretrizes e prioridades par ao planejamento INTESOL; acompanhar o desenvolvimento das ações; aprovar relatórios de resultados; promover a integração das ações de ensino, pesquisa e extensão nas temáticas correlatas à economia Solidária e ao desenvolvimento territorial; promover diálogos, negociações, cooperação e intercâmbio com órgãos públicos municipais, estaduais, nacionais e internacionais concernentes ao desenvolvimento da economia solidária e propor e viabilizar iniciativas que visem a sustentabilidade da INTESOL.

Para facilitar a intervenção com os grupos incubados em potencial, se organiza operacionalmente em eixos estratégicos. Dessa forma, além de garantir uma intervenção mais especializada pelos bolsistas e colaboradores, facilita o acompanhamento e execução das ações e resultados. Esses eixos são trabalhados conforme apresentados abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.